Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Lançado hoje na B3, ETF de Ethereum já captou mais de 113 milhões de reais

Ativo é o primeiro lastreado 100% na segunda maior criptomoeda do mundo; em menos de um ano, cinco ETFs de criptomoedas captaram 2,58 bilhões de reais

Por Luisa Purchio Atualizado em 18 ago 2021, 19h26 - Publicado em 18 ago 2021, 12h58

Lançado hoje na B3, o primeiro ETF com 100% de exposição em Ethereum, a segunda criptomoeda mais popular do mundo, já captou 113,11 milhões de reais. Trata-se do Hashdex Nasdaq Ethereum Reference Price Fundo de Índice (ETHE11), da gestora Hashdex, que na semana passada foi aberto para os investidores garantirem as primeiras cotas até a sexta-feira, 13. A cota tem o valor de 50 reais e a taxa de administração do fundo é de 0,7%.

O produto vai espelhar um fundo offshore chamado Hashdex Nasdaq Ethereum ETF e os coordenadores da oferta do novo ETF são a XP, o Itaú BBA e o Banco Genial.

O Ethereum (ETH) perde em popularidade apenas para o Bitcoin. “Ethereum é uma das principais plataformas que servem como base para uma nova evolução da internet, a chamada Web 3.0”, afirma Samir Kerbage, executivo-chefe de tecnologia da Hashdex.

ETFs de criptoativos na B3

Com o ETHE11, a B3 agora dispõe de cinco ETFs de criptomoedas, três deles da Hashdex e outros dois da QR Asset. Os outros ETFs da Hashdex são o BITH11, com 100% de exposição em Bitcoin verde e 56,47 milhões de reais de patrimônio líquido (PL), e o HASH11, que possui patrimônio líquido de 2,12 bilhões de reais e compila uma cesta com oito criptoativos, entre eles Bitcoin, Ethereum, Stellar, Litecoin, Bitcoin Cash, Chainlink, Filecoin e Uniswap. Juntos, eles reúnem mais de 150 mil cotistas.

Já os dois ETFs da gestora QR Asset têm 100% de exposição em bitcoin. O QBTC11 já possui 171,62 milhões de reais de patrimônio e 18.842 cotistas, enquanto o QETH11 reúne 127,72 milhões de reais e 4.268 cotistas.

Continua após a publicidade
Publicidade