Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Governo eslovaco negocia com a oposição saída de crise

Impasse no Parlamento nesta terça impediu a ampliação de fundo de resgate

Por Da Redação 12 out 2011, 06h26

O Governo eslovaco iniciará nesta quarta-feira os contatos com a oposição social-democrata para aprovar ainda nesta semana a ampliação do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), rejeitada ontem pelo Parlamento.

“Encomendamos a Mikulas Dzurinda (ministro das Relações Exteriores) que comece a negociar com o SMER (social-democratas) as condições para obter seu apoio para aprovar o FEEF”, anunciou Bela Bugar, líder do governamental Puente.

O apoio dos social-democratas, que ontem se abstiveram na votação, é essencial, uma vez que o governamental SaS (liberal) não respaldou a medida proposta pelos outros três parceiros no Executivo.

Desta maneira, a previsão é que ainda nesta semana o Parlamento unicameral eslovaco vote novamente a reforma do mecanismo de resgate, já ratificada por todos os outros integrantes da zona do euro.

A recusa do Legislativo teve como consequência a queda da coalizão de governo, já que a primeira-ministra, Iveta Radicova, vinculara a aprovação do FEEF a uma moção de confiança.

Ainda assim, Bugar assegurou que “a prioridade agora é aprovar o mecanismo de resgate”, antes de qualquer negociação para formar um novo Governo.

(com Agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade