Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Gol afirma que negocia compra da Webjet

A Gol enviou nesta sexta-feira fato relevante à CVM em que declara que negocia a aquisição da Webjet – aérea do empresário Guilherme Paulus, fundador da CVC

Por Benedito Sverberi e Ana Clara Costa 8 jul 2011, 14h49

A Gol Linhas Aéreas anunciou nesta sexta-feira que está negociando a aquisição da companhia aérea Webjet. A informação consta no fato relevante encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A expectativa é que, tão logo cheguem num acordo, haverá a divulgação de um memorando de entendimentos para compra das ações da concorrente.

Assim que for divulgada, a proposta deve seguir para análise da direção da Webjet. Após procedimentos de auditoria, a companhia anunciará se aceita ou não a oferta. A empresa pertence ao empresário Guilherme Paulus, fundador da operadora de turismo CVC – e que vendeu a empresa em dezembro de 2009 ao fundo de private equity Carlyle.

Paulus é o único controlador da companhia aérea e, desde que efetuou a venda da CVC ao Carlyle, vem procurando formas de ampliar a atuação da Webjet – quer seja pela abertura de capital, quer pela venda dos ativos da empresa para uma concorrente maior. Em 2010, Paulus chegou a protocolar na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um pedido de IPO (oferta pública inicial de ações) para a Webjet na bolsa. No entanto, acabou não levando o plano adiante.

Para a Gol, que possui 35% do mercado doméstico da aviação, a Webjet se configura como uma das poucas opções de crescimento por meio de aquisições. As duas empresas controlariam 40% do mercado, contra 44% do grupo TAM (que engloba a própria TAM e a Pantanal).

Ainda que o aumento da participação de mercado justifique a investida da Gol, especula-se no setor de aviação que a empresa da família Constantino intensificou suas investidas na Webjet depois que o grupo irlandês Ryan – que controla a aérea Ryanair – passou a prestar consultoria para a Webjet no início do ano passado. A partir de então, a expectativa era de que a empresa europeia pudesse firmar algum tipo de acordo com a brasileira. Guilherme Paulus chegou a anunciar que estava em negociações. No entanto, como a legislação brasileira ainda não permite a entrada de mais de 20% de participação estrangeira em companhias aéreas, as negociações esfriaram.

A Webjet ocupa o quarto lugar no mercado doméstico, atrás de TAM, Gol e Azul. Com uma frota de 20 aeronaves Boeing 737-300, a empresa possui slots em aeroportos estratégicos do país, como Guarulhos e Brasília. A Gol, fundada em 2000 pela família Constantino, tem procurado crescer organicamente e por meio de parcerias de codeshare com empresas internacionais, como Air France e KLM. Em 2010, a empresa adquiriu a Global Táxi Aéreo, que atua no segmento de fretamento de aeronaves executivas.

Novo round na briga pela liderança no setor aéreo
Frota Faturamento em 2010 Market Share Localidades atendidas
Gol 111 aeronaves R$ 6.979.447 35% 49
Webjet 20 aeronaves R$ 763.538 5% 14
Continua após a publicidade
Publicidade