Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Força vai entrar com ação contra reajuste menor do salário mínimo

O Planejamento admitiu que a correção ficou abaixo da inflação, mas informou que a diferença de 1,78 real será compensada

O Sindicato Nacional dos Aposentados e a Força Sindical entrarão com ação na Justiça para cobrar a reposição da inflação integral de 2017 no reajuste do salário mínimo de 2018. O salário subiu de 937 reais para 954 reais no dia 1º de janeiro.

Com base em estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a perda acumulada em dois anos chega a 4 reais, considerando que o reajuste de 2017 também não cobriu a inflação de 2016.

“O salário mínimo 2017 também ficou defasado, uma vez que o reajuste foi de 6,48% e as perdas inflacionárias chegaram a 6,58%. As perdas nos dois últimos anos contabilizam 0,36%”, informa a Força.

No último dia 11, o Ministério do Planejamento admitiu que a correção ficou abaixo da inflação, mas informou que a diferença de 1,78 real será compensada no reajuste de 2019.

De acordo com a pasta, a diferença de 1,41 real na correção do mínimo de 2017 – que também ficou abaixo da inflação – foi levada em conta em 2018.

A lei determina que a correção do salário mínimo seja feita pela inflação do ano anterior e variação do PIB de dois anos antes. Como o PIB de 2016 ficou negativo em 3,5%, ele não é considerado.