Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Europa se compromete com G20 a buscar união bancária

Por Yuri Cortez - 19 jun 2012, 20h44

Os membros europeus do G20 se comprometeram nesta terça-feira, na cidade mexicana de Los Cabos, a trabalhar por um sistema bancário integrado ou uma união bancária na Europa.

“Apoiamos a intenção de considerar passos concretos para uma arquitetura financeira mais integrada, que inclua supervisão bancária, recuperação e recapitalização (dos bancos), e seguros de depósito”, destaca a declaração conjunta apresentada pelo presidente mexicano, Felipe Calderón, ao final da cúpula do G20.

Os europeos consideram esta medida um avanço muito concreto no momento em que a saúde dos seus bancos preocupa o restante do mundo tanto quanto suas finanças públicas.

Na segunda-feira, no primeiro dia da cúpula do G20, “conversamos sobre uma instituição europeia capaz de desempenhar uma supervisão bancária”, revelou nesta terça-feira a chanceler alemã, Angela Merkel.

Publicidade

“Discutimos também sobre as linhas básicas para ter as mesmas normas sobre garantias de depósito e reestruturação dos bancos”.

Estas medidas foram um dos pontos fortes de discussão da cúpula do G20 em Los Cabos, onde a Europa esteve sob forte pressão para acertar um plano contra a crise.

Publicidade