Desemprego na zona do euro fica na máxima pelo 8º mês

Apesar do dado ruim no mercado de trabalho, o dado sobre as vendas no varejo mostram a maior alta mensal em doze anos

Por Da Redação - 8 jan 2014, 08h48

O desemprego na zona do euro ficou estacionado em máxima recorde pelo oitavo mês seguido em novembro, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat. A taxa de desemprego nos países que compartilham o euro permaneceu em 12,1%, com 19,2 milhões de pessoas desempregadas. O desemprego entre os europeus com menos de 25 anos ficou inalterado em 24,2% pelo segundo mês consecutivo.

Leia também:

Inflação da eurozona desacelera em dezembro

Indústria da zona do euro expande em dezembro

Publicidade

Letônia torna-se o 18º país a aderir à zona do euro

Varejo – Apesar do dado ruim no mercado de trabalho, o dado sobre as vendas no varejo mostram a maior alta mensal em doze anos. O dado, que é uma medida da demanda do consumidor, subiu 1,4% na base mensal em novembro, após queda de 0,4% em outubro, mostrando o crescimento mensal no melhor ritmo desde novembro 2001.

Em comparação com igual período do ano passado, o volume de vendas subiu 1,6%, após redução de 0,3% em outubro, registrando o aumento mais forte desde fevereiro de 2008.

O crescimento mensal foi liderado por aumento de 1,9% no volume de vendas de todos os produtos não alimentícios, exceto combustíveis de automóveis.

Publicidade

(com agência Reuters)

Publicidade