Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Bolsa de Tóquio sobe 1,71% após acordo sobre a dívida americana

Por Kazuhiro Nogi 31 jul 2011, 23h26

A Bolsa de Tóquio subiu 1,71% durante a sessão desta segunda-feira depois do anúncio de um acordo entre os partidos Republicano e Democrata que permite evitar um default dos Estados Unidos.

Às 01h30 GMT (22h30 de Brasília), o índice Nikkei dos 225 principais valores ganhava 168,10 pontos e superava a barreira simbólica dos 10.000 pontos, a 10.001,13.

As ações dos grandes bancos japoneses, importantes detentores de bônus do Tesouro americano, passaram a registrar alta imediatamente: o Mitsubishi UFJ Financial Group ganhou 4,08%, a 408 ienes; o Mizuho Financial Group, 2,36%, a 130 ienes; e o Sumitomo Mitsui Financial Group, 3,16%, a 2.511 ienes.

O acordo entre os líderes do Congresso americano também fez com que o dólar subisse bruscamente em relação ao iene e superasse novamente a barreira dos 78 ienes às 01h00 GMT (22h00 de Brasília), enquanto na sexta-feira valia apenas 76,73 ienes às 21h00 GMT (18h00 de Brasília).

O iene tinha se aproximado nos últimos dias de seu nível mais alto desde a Segunda Guerra Mundial em relação ao dólar (valia 76,25 dólares em 17 de março).

Este vigor da moeda japonesa prejudica os grupos exportadores do país porque reduz o valor de seus lucros provenientes das atividades no exterior quando são convertidos para ienes.

Continua após a publicidade
Publicidade