Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsa de NY acaba em queda por ceticismo com Europa

Por Renato Martins

Nova York – O mercado de ações nova-iorquino fechou em queda forte na segunda-feira, com os investidores mostrando ceticismo sobre se o encontro de cúpula europeu do fim desta semana produzirá soluções para a crise da zona do euro. A preocupação se equilibrou com dois indicadores positivos divulgados nos Estados Unidos, o índice de atividade industrial do Fed de Dallas e as vendas de imóveis residenciais novos. Na Europa, a Espanha apresentou formalmente um pedido de ajuda para seus bancos e Chipre tornou-se o quinto país europeu a pedir assistência financeira.

Segundo David Bellantonio, da Instinet, “os mercados no exterior estavam em baixa quando o anúncio do pedido da Espanha saiu, e pioraram à medida que a manhã prosseguia. O mercado está numa atitude de esperar para ver. Ninguém está vendendo agressivamente, mas ninguém está comprando.”

“Vamos ver essa cúpula europeia no fim da semana, não espero muito dela. Acho que a semana será de oscilações e vejo a próxima temporada de divulgação de resultados de empresas, em julho, como o próximo catalisador que poderá levar a um rali”, disse Andrew Fitzpatrick, diretor de investimentos da Hinsdale Associates.

Existe a expectativa de que o encontro de cúpula de quinta-feira e sexta discuta a possibilidade de renegociar alguns dos termos do acordo de concessão de ajuda para a Grécia. Mas tanto o novo primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, como o novo ministro das Finanças, Vassilis Rapanos, não vão poder comparecer por razões de saúde.

As ações dos bancos e as do setor de tecnologia estavam entre as que mais caíram (Bank of America -4,28%, Hewlett-Packard -4,05%, Intel -3,29%, Microsoft -2,72%). Os ADRs do banco espanhol Santander caíram 5,53% e os do Bilbao Vizcaya-Argentaria perderam 7,51%; os ADRs do National Bank of Greece caíram 11,17%.

O índice Dow Jones fechou em queda de 138,12 pontos (1,09%), em 12.502,66 pontos. O Nasdaq encerrou em baixa de 56,26 pontos (1,95%), em 2.836,16 pontos. O S&P-500 finalizou com desvalorização de 21,30 pontos (1,60%), aos 1.313,72 pontos. O NYSE Composite fechou em queda de 124,72 pontos (1,64%), em 7.491,87 pontos. As informações são da Dow Jones.