Clique e assine a partir de 9,90/mês

Após novo Super Mario, ações da Nintendo caem 11%

O game marcou a estreia da empresa em dispositivos móveis, e a estreia nesse tipo de plataforma era amplamente esperada pelo mercado

Por Felipe Machado - Atualizado em 19 dez 2016, 10h03 - Publicado em 19 dez 2016, 09h45

As ações da Nintendo caíram cerca de 11% desde o lançamento do seu primeiro jogo para iPhones e iPads, Super Mario Run, na última quinta-feira. O game marcou a estreia da companhia japonesa em dispositivos móveis, e a estreia era amplamente esperada pelo mercado como indicativo de um novo modelo de negócios da Nintendo, focada até então na venda de jogos para consoles.

Somente nessa segunda feira, os papéis da empresa recuaram 7,1% na bolsa de Tóquio, fechando o pregão cotados a 24.540 ienes (709,32 reais).

O jogo em o célebre encanador italiano corre e pula o tempo todo pela tela para salvar a princesa teve uma recepção morna pelo público e pela imprensa especializada. Na App Store, por exemplo, Super Mario Run recebeu nota média de 2,5 em 5, baseado em pouco mais de 50.000 avaliações de usuários.

Entre as críticas, está o preço de 9,99 dólares (33,90 reais) para a versão completa do game. Enquanto muitos fãs consideraram o valor alto para um jogo casual, analistas veem na estratégia um limite para os ganhos com o aplicativo. Como só é necessário pagar uma vez para liberar todo o conteúdo, não há possibilidade de novos gastos através de compra de itens ou fases especiais, por exemplo.

Continua após a publicidade
Publicidade