Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amazon rebate matéria do NYT sobre ambiente de trabalho

Vice-presidente da empresa afirmou nesta segunda que fontes ouvidas pelo New York Times 'não são confiáveis'; em agosto, jornal descreveu ambiente na companhia como 'tóxico'

O vice-presidente da Amazon, Jay Carney, publicou nesta segunda-feira no portal colaborativo Medium uma nota em resposta à matéria do The New York Times alegando que algumas das fontes ouvidas pelo jornal não são confiáveis. Em agosto, o NYT publicou uma ampla reportagem com depoimentos de ex-funcionários em que eles descreviam o clima de trabalho na empresa de Jeff Bezos como estressante e de competitividade altíssima – e boicote entre os funcionários – e longos períodos de jornada extra.

De acordo com Carney, uma das fontes mencionadas no artigo do NYT, Bo Olson, deixou a Amazon após tentativa de fraude a fornecedores. No artigo do jornal, Olson disse que “quase todas as pessoas com quem trabalhei, choravam em suas mesas”.

Segundo o executivo, “o NYT nunca nos procurou para comentar ou confirmar qualquer uma das acusações que formam a espinha dorsal narrativa da história”. Carney disse ainda que a funcionária, citada dizendo que passou quatro dias acordada por trabalhando, negou que foi forçada a fazê-lo.

O executivo voltou a bater na tecla de que o NYT não mencionou que Bo Olson deixou a empresa “após uma investigação ter revelado que ele tinha tentado fraudar fornecedores e escondê-lo por falsificar registros de negócios”.

“Em toda história, há fatos e diferentes questões de opinião que devem ser levados em consideração. E o contexto é crítico. No fazer jornalístico é necessário checar fatos e verificar tudo o que a fonte disser. Quando existem dois lados de uma história, um leitor merece saber ambos”, diz Carney em nota.

Ele contou que preferiu se manifestar publicamente desta forma após investigar as alegações do artigo e o jornal não tomar as medidas necessárias para corrigir o registro. “Eles não o fizeram”, acrescentou, “por isso decidi escrever eu mesmo”.

(Da redação)

Leia também:

Tóxico ou estimulante: um ambiente como o da Amazon é tão ruim assim?

Sabotagem, traição e desespero: saiba como é trabalhar na Amazon, segundo o NYT