Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Brasil registra recorde na venda de brinquedos eróticos na pandemia

Foram comercializados 1 milhão de vibradores durante a quarentena, número 50% superior que no mesmo período do ano passado

Por João Batista Jr. Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 7 jul 2020, 13h54 - Publicado em 7 jul 2020, 13h41

A pandemia da Covid-19 e a necessidade de isolamento social turbinaram o mercado nacional de brinquedos eróticos. No Brasil, entre março, abril e maio foram vendidos 1 milhão de vibradores — 50% a mais do que o mesmo período do ano passado. O levantamento é do portal Mercado Erótico.

“Os lojistas nunca venderam tanto vibrador, consolos e plugs na história”, conta Paula Aguiar, fundadora do portal e ex-presidente da Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sexual. O item mais comercializado foi o vibrador do tipo bullet. Ele é pequeno e funciona com controle remoto. “Trata-se da porta de entrada para esse mercado: o primeiro brinquedo sexual da mulher por ser potente, barato e fácil de manusear”, afirma Aguiar.

ASSINE VEJA

Governo Bolsonaro: Sinais de paz Leia nesta edição: a pacificação do Executivo nas relações com o Congresso e ao Supremo, os diferentes números da Covid-19 nos estados brasileiros e novas revelações sobre o caso Queiroz ()
Clique e Assine

Existem inúmeras variações de bullets. “Há modelos que começam a partir de 100 reais até outros banhados a ouro e sem fio”, conta a especialista. Em abril, VEJA publicou uma reportagem sobre como o coronavírus afetou a vida sexual de todos: solteiros e casados. Com solteiros receosos de se relacionar com desconhecidos e casados estressados pela convivência, a pandemia atingiu em cheio a vida (e a libido) de todos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.