Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Real Estate

Por Renata Firpo Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Grandes negócios e tendências do mercado imobiliário. Renata Firpo é publicitária, consultora imobiliária e advogada pós-graduada em Direito imobiliário
Continua após publicidade

A grande surpresa do ranking de capitais com maior valorização imobiliária

Spoiler: a primeira posição no ranking não ficou nem com Rio, nem com São Paulo

Por Renata Firpo
Atualizado em 9 Maio 2024, 18h37 - Publicado em 12 dez 2023, 09h11

Nos últimos dias, Maceió virou destaque no noticiário nacional por uma tragédia urbana: o afundamento de solo provocado pela exploração de minas de sal-gema operadas pela Braskem.  Desde 2018 até o momento, mais de 14 000 imóveis precisaram ser evacuados, afetando cerca de 60 mil pessoas. A mudança às pressas fez surgir verdadeiros bairros fantasmas. O aquecido mercado imobiliário da capital do Alagoas dificultou a tarefa de encontrar novos endereços para os moradores afetados.

Maceió foi capital campeã de valorização em 2023, segundo o índice FipeZap. A cidade registrou mais de 15% na alta dos preços de casas, apartamentos e pontos comerciais. Atualmente, o valor médio do metro quadrado por lá é de R$ 8.200,00. Ou seja, um apartamento de 100 m2 custa em media R$ 820 000 em Maceió. Para comprar um imóvel no bairro mais valorizado da cidade, o Pajussara, o comprador vai precisar desembolsar uma cifra maior, já que a média do metro quadrado no local está quase chegando a R$ 10.000,00.

BELEZA CONTA PONTOS

Mesmo com a catástrofe da Braskem assolando a cidade,  Maceió seguiu em frente e se consolidou com um dos mercados imobiliários mais desenvolvidos no Brasil. Uma das razões para essa valorização, sem dúvida, é a beleza natural do estado e da própria capital, que tem um dos litorais mais lindos do país. Maceió é uma cidade que merece todos os louros e deve mesmo seguir sendo valorizada, seja no mercado imobiliário, seja nos diversos setores da economia. Investir e adquirir um imóvel em uma localização valorizada é sempre um bom negócio, pois a chance de ter liquidez e ganhar dinheiro lá na frente é muito maior.

Ainda no ranking realizado pelo DataZap, o Rio de Janeiro foi a capital que teve a menor valorização imobiliária ao longo do ano, apenas 1,48% de aumento registrado — certamente reflexo da onda de violência urbana que assola a capital fluminense, afastando o investimento na cidade em todos os campos, principalmente na compra e venda de imóveis.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.