Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Telefónica e gestora de capitais de risco K lançam fundo milionário

Plano é investir em startups de crescimento rápido que trabalhem com tecnologia disruptiva e transformadora na Europa e América Latina

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
1 out 2021, 16h30

A Telefónica e a gestora de capitais de risco K anunciam o lançamento do Leadwind, um novo fundo de venture capital independente, que aguarda apenas a autorização dos órgãos regulamentares para operar e abrir para a participação de investidores públicos e privados.

O fundo investirá em startups de crescimento rápido que trabalhem com tecnologia disruptiva e transformadora (chamadas deep tech scaleups), instaladas no sul da Europa e na América Latina. O intuito é investir em plataformas tecnológicas que abram caminhos para novos modelos de negócios nos segmentos de Inteligência Artificial, conectividade 5G, Edge Computação, IoT, Blockchain e análise de dados.

O Leadwind acompanhará fases subsequentes de investimento ao da Wayra, hub de inovação aberta da Vivo no Brasil e da Telefónica no mundo, assim como os fundos Telefónica Ventures e outros veículos de investimento da empresa e fundos do sul da Europa e América Latina. O fundo Leadwind oferecerá suporte aos fundadores das scaleups para que eles alavanquem o crescimento de seus negócios, com o intuito de se tornarem líderes globais.

“O Brasil tem despertado muito interesse nos investidores mundiais, devido às tecnologias que vêm surgindo e a liquidez que o mercado tem apresentado. O capital investido no país cresceu e isso demostra a importante maturidade que a que o ecossistema empreendedor brasileiro chegou. Por esse e outros motivos, estamos olhando cada vez mais startups scaleups nesse mercado”, comenta Guenia Gawendo, Telefónica Ventures Managing Director.

Continua após a publicidade

O tamanho mínimo do fundo será de 150 milhões de euros, podendo chegar a 250 milhões de euros, em que a Telefónica pretende assumir uma participação relevante, servindo de plataforma para que outras empresas e instituições públicas e privadas possam investir e trabalhar com scaleups, gerando empregos e valor nas economias locais.

O novo fundo vai liderar rodadas de investimento de até 15 milhões de euros, e fará coinvestimento com os principais investidores nacionais e internacionais. Além disso, aproveitará o conhecimento tecnológico e de mercado da Telefónica e dos demais potenciais investidores corporativos, junto com sua rede global e relações com o ecossistema, para apoiar as scaleups na Europa e América Latina, com foco em setores como a segurança cibernética, indústria 4.0, futuro do trabalho, energia, e-health, fintech e mobilidade.

“O relacionamento estreito com os empreendedores, sobretudo nos momentos mais difíceis, baseado na confiança e na afinidade que surge das experiências compartilhadas, será um diferencial neste projeto”, afirma Iñaki Arrola, sócio-fundador da K.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.