Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Preços de imóveis residenciais sobem 0,74% em maio

Entre as capitais, maiores altas ocorreram em Curitiba, Goiânia, Maceió, Salvador e Florianópolis

Por Pedro Gil 4 jun 2024, 08h23

O preço dos imóveis residenciais aumentou 0,74% em maio deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo o índice FipeZAP. O resultado representou uma nova aceleração dos preços em relação aos resultados do índice nos meses de março (+0,64%) e abril (+0,66%). Comparativamente, o incremento em maio foi relativamente maior entre imóveis com apenas um dormitório (+0,89%), contrastando com o avanço relativamente menor entre unidades à venda com quatro ou mais dormitórios (+0,41%).

No mesmo período, o IGP-M/FGV exibiu uma inflação mensal de 0,89%, enquanto a prévia do IPCA/IBGE, dada pelo IPCA-15, indicou um aumento médio de 0,44% nos preços ao consumidor.

Em termos de abrangência geográfica, a alta nos preços residenciais foi observada em 47 das 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZAP de Venda Residencial, incluindo 15 das 16 capitais que integram o cálculo: Curitiba (+1,88%); Goiânia (+1,47%); Maceió (+1,27%); Salvador (+1,18%); Florianópolis (+1,05%); Belo Horizonte (+0,98%); Vitória (+0,94%); João Pessoa (+0,92%); São Paulo (+0,72%); Porto Alegre (+0,65%); Recife (+0,60%); Fortaleza (+0,59%); Brasília (+0,52%); Manaus (+0,38%); e Rio de Janeiro (+0,29%). Além de Campo Grande, onde os preços residenciais recuaram 1,13%, as outras duas cidades monitoradas que registraram queda mensal nos preços de venda foram: Canoas/RS (-0,20%) e Santa Maria/RS (-0,01%).

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.