Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Victor Irajá
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Petrobras quer desacelerar obra do PAC para evitar queda do preço do gás

A ideia é atrasar o início do projeto para 2031

Por Victor Irajá
Atualizado em 3 nov 2023, 16h11 - Publicado em 3 nov 2023, 13h28

A Petrobras buscou a Casa Civil para atrasar um projeto de gás natural que colocaria no mercado 18 milhões de metros cúbicos diários de gás natural em 2028. A ideia é atrasar o início do projeto para 2031. Álvaro Tupiassu, gerente-executivo da Petrobras, defende o atraso, pois, de 2028 até 2031, haverá choque de oferta de gás natural no mercado de brasileiro com a entrada em operação do projeto BMC-33 — da Equinor em conjunto com Petrobras e Repsol e também o projeto chamado Sergipe Águas Profundas. O movimento prejudicaria os interesses da companhia, já que a empresa estima que o preço do gás natural caia para algo entre 2 milhões e 3 dólares por milhão de BTU. Caso haja atraso, o preço do gás natural ficaria entre 5 e 6 dólares por milhão de BTU pela restrição de oferta. O governo de Sergipe defende a manutenção do cronograma imediato.

Depois da publicação da nota, a Petrobras enviou um posicionamento ao Radar Econômico, reproduzido na íntegra a seguir: “Em relação à notícia ‘Petrobras quer desacelerar obra do PAC para evitar queda do preço do gás’, a Petrobras esclarece que não são verdadeiras as afirmações veiculadas acerca do projeto Sergipe Águas Profundas. Não há qualquer solicitação por parte da Petrobras em postergar a entrada em operação do projeto.
Pelo contrário, a companhia empenha todos os esforços necessários para a execução dos projetos que trarão maior oferta de gás nacional ao mercado. Reforçamos ainda que os processos licitatórios seguem em curso, de forma a assegurar o cumprimento do cronograma e a entrada em operação no menor prazo possível”.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.