Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

O que é o tapering do Fed, que mexe com o humor dos investidores?

VEJA Mercado: processo de retirada dos estímulos da economia americana pode ser acelerado e está no radar do mercado

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 2 dez 2021, 15h25

Tudo o que acontece na maior economia do planeta respinga nos mercados mundo afora. E no tapering não seria diferente. Tapering, em tradução literal, é afunilamento, e nada mais é do que o processo de retirada dos estímulos injetados na economia norte-americana por causa da crise do coronavírus. Em 2020, o Fed, o banco central americano, instaurou um programa de compra de títulos públicos lastreados em hipotecas para aumentar a liquidez da economia e mitigar os efeitos da pandemia. Em novembro passado, a entidade decidiu retirar, aos poucos, esses estímulos.

O plano inicial era diminuir o ritmo mensal de compra de títulos em 15 bilhões de dólares mensais até zerá-los em junho de 2022, mas a alta desenfreada da inflação, que antes era considerada temporária e, agora, persistente, fez o presidente do Fed, Jerome Powell, colocar na pauta da próxima reunião do órgão, agora em dezembro, uma possível aceleração desse processo, o que traria impactos para os mercados.

A princípio, o fim do programa de compra de títulos permitiria os Estados Unidos subirem a taxa básica de juros por lá, que, hoje, está entre 0% e 0,25%. A elevação dos juros por lá pode deixar os fundos de renda fixa americanos mais atrativos e provocar uma fuga de dólares de países emergentes, como o Brasil. “O presidente do Fed deixou claro que existe um ordenamento entre o fim do programa e a expansão dos juros. Só faria sentido subir os juros depois de se encerrar o programa, logo, caso se encerre antes, existe possibilidade concreta de elevação dos juros antes do segundo semestre de 2022”, diz Livio Ribeiro, economista e pesquisador da FGV. Portanto, o tapering pode provocar ainda mais dor de cabeça em quem investe no Brasil e, definitivamente, está no radar do mercado.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.