Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

O que acontece com as ações da Americanas após recuperação judicial

VEJA Mercado: negociações podem ser suspensas caso pedido se concretize e companhia deve ser removida de todos os índices

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 jan 2023, 16h05 - Publicado em 19 jan 2023, 13h18

A Americanas comunicou que ingressou com um pedido de recuperação judicial. A companhia revelou ter cerca de 800 milhões de reais em caixa – em grande parte bloqueado por liminar concedida ao banco BTG Pactual — e mais de 40 bilhões de reais em dívidas. Com o processo confirmado, as negociações das ações da varejista devem ser suspensas na B3 por um prazo a ser definido pelo juiz responsável pelo caso. Depois desse prazo, os papéis voltam a ser negociados. A Americanas também será removida de todos os índices em que está inserida, uma vez que a B3 não permite que empresas em recuperação judicial sejam listadas em índices. Logo, a Americanas será removida do Ibovespa, do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), do Índice de Consumo (ICON) e de outros onze índices.

A XP avalia que esses processos duram três anos, em média, podendo se exceder por mais tempo. “É um processo longo, com duração média de três. As ações tendem a sofrer durante processos de recuperação judicial, uma vez que as medidas são focadas nos credores e são geralmente diluitivas aos acionistas”, afirmam os analistas da corretora. Por volta das 13h20, os papéis da Americanas tombavam 21%.

Siga o Radar Econômico no Twitter


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.