Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Victor Irajá
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

O outro setor que deve ser agraciado por PEC das Benesses

Preocupado com possível redução de participação nas misturas, empresários voltados aos biocombustíveis movimentam-se no Congresso

Por Victor Irajá
Atualizado em 8 jul 2022, 18h55 - Publicado em 6 jul 2022, 13h03

Motivo de desavença entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque, o setor de biocombustíveis deve ser agraciado em mais uma benesse garantida pela PEC das Benesses. No início da incursão autoritária de Vladimir Putin na Ucrânia, Guedes buscava uma solução rápida e efetiva para o aumento substancial do preço dos combustíveis. Na ocasião, o ministro sugeriu reduzir a porcentagem de 13% para 6% de biocombustíveis na composição da gasolina para aplainar os preços. Não sem resistência.

O resto é história. Desde então, Guedes — que chancelou-se como o nome do governo para as medidas tangentes ao preço dos combustíveis — emplacou seu então assessor, Adolfo Sachsida, no comando da Petrobras, o que mudou a percepção do setor em relação às possíveis medidas. Empresários do setor trabalham forte na Câmara dos Deputados para que a PEC dos Combustíveis, juntada à proposta, delimite o limite de mistura em, no mínimo, 10% — e vem encontrando quórum entre os parlamentares.

Apesar de inclinado ao apoio à medida, o temor do Palácio do Planalto envolve a possibilidade de que a alteração atrase a tramitação do texto no Congresso Nacional.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.