Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Gil do Vigor, Thelminha, Babu, BBB e a explosão dos influenciadores pretos

Mynd criou núcleo de pretos que já no ano de estreia vai estar entre os maiores faturamentos da agência

Por Josette Goulart Atualizado em 2 jul 2021, 10h58 - Publicado em 1 jul 2021, 15h37

Gil do Vigor, economista, quer ser presidente do Banco Central, e saiu do BBB com 14 milhões de seguidores no Instagram. Thelminha, médica, vencedora do BBB20, tem 6 milhões. Babu Santana, ator, também ex-BBB, tem 6 milhões. Todos eles viraram febre nas redes sociais e engrossam um caldo de influenciadores pretos que começam a se consolidar como um forte grupo de divulgação de marcas. A Mynd, uma das principais agências de influenciadores do país, lançou no fim do ano passado um núcleo específico para influenciadores pretos e já vê que vai fechar o ano com pelo menos como o terceiro maior faturamento da empresa. Mas não descarta ser o primeiro ou segundo.

A agência tem 30 criadores pretos no seu casting e Júlio Beltrão, que chefia a área na Mynd, estima ter pelo menos mais 20 até o fim do ano para chegar em novembro, no Natal dos Pretos, com opções de influenciadores para todas as marcas, mesmo as concorrentes. O que é o Natal dos Pretos? “É quando as marcas lembram que os pretos também são consumidores e aí correm para fechar cota em seus comerciais de Natal. E isso normalmente acontece em novembro”, diz Beltrão. O grande desafio é justamente mudar as marcas e vender o influenciador preto como âncora de uma campanha e não apenas como uma cota. E mais ainda, esses influenciadores não estão aí só para falar de temas como racismo ou histórias tristes. Eles querem falar sobre os produtos e entretenimento. A boa notícia é que muitas empresas já estão mudando, segundo Beltrão, e por isso a busca crescente pelos influenciadores pretos. 

Beltrão diz que o racismo é muito presente nas redes e que os influenciadores pretos têm muito mais dificuldade de conseguir seguidores. Ele conta o caso da Thelminha que na edição do BBB em que participou e se sagrou vencedora foi a última atingir 1 milhão de seguidores. Juntos, os 30 criadores pretos da Mynd têm 65 milhões de seguidores.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.