Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Ao contrário do que “denuncia” Ciro Gomes, governo não vende precatórios

Compra e venda de precatórios ocorre entre particulares

Por Victor Irajá Atualizado em 9 Maio 2024, 11h29 - Publicado em 9 mar 2024, 17h30

A suspeita lançada pelo ex-presidenciável Ciro Gomes sobre a venda de precatórios pelo governo a bancos foi recebida com incredulidade entre especialistas e operadores do mercado financeiro que trabalham com estes títulos. A explicação é simples: o governo não vende precatórios. “A compra e venda de precatórios é legítima e ocorre entre particulares, mas o governo não participa dessa transação, nem pode negociar algo que não lhe pertence. Seu papel se limita a pagar, conforme previsão orçamentária”, explica Cristiano Maciel Carneiro Leão, membro da comissão de precatórios do Conselho Federal da OAB. O advogado Pedro Corino relembra que a demora no pagamento de precatórios é um problema crônico que atinge credores e os governos não têm meios de vendê-los. “Precatórios são dívidas públicas das quais apenas os credores são os titulares. Não tem como o governo vender algo que ele deve. A grande discussão deveria ser o que causa essa demora”, explica.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.