Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pressão para acabar com monopólio no gás natural

Valor cobrado aqui é quatro vezes maior se comparado aos Estados Unidos

Por Ernesto Neves - 10 May 2017, 09h21

Está marcada para a próxima quarta (10) a conclusão dos trabalhos da força-tarefa criada pelo governo para propor mudanças nas regras de produção e distribuição do gás natural no Brasil.

As sugestões serão consideradas na elaboração de uma nova política para o setor e devem incluir, sobretudo, o fim do monopólio da Petrobras.

Participante do grupo, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) defende a revisão das leis que impedem a concorrência.

Com a produção, o transporte e a distribuição concentrados, o preço do gás natural no Brasil está entre os mais altos do mundo.

Continua após a publicidade

Em 2016, o valor médio do insumo para a indústria brasileira era de US$ 11,9 por milhão de BTUS, mais de  quatro vezes superior aos US$ 2,50 por milhão de BTUS cobrados nos Estados Unidos.

Publicidade