Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presidência gastará 400 000 reais com coletes e bolsas para o GSI

Edital fala em preservar a "identidade visual" das forças de segurança presidencial

Por Gabriel Mascarenhas 27 jun 2017, 12h31

Michel Temer não abre mão de ver seus guarda-costas devidamente paramentados. A presidência da República abriu uma licitação para adquirir 550 coletes táticos – aqueles usados por forças de segurança, com compartimentos onde são guardados do cantil a pistolas – e 25 bolsas táticas, com a mesma serventia.

Temer está disposto a gastar até 405 000 reais para adquirir os equipamentos, que serão usados pelos agentes da segurança presidencial. Além do aspecto prático, a decisão de ir às compras passa pela necessidade de se preservar o visual do departamento, segundo diz o edital.

“Objetiva-se ainda disponibilizar vestimenta e material compatível com a imagem deste departamento e reforçar a identidade visual dos agentes de segurança em serviço, bem como facilitar a execução dos trabalhos devido a quantidade de material utilizado nas variadas atividades de preparo e emprego, tais como, administrativa, serviços de escala, instruções de tiro, comboios, viagens e eventos”, justifica o documento.

Os novos produtos vão substituir os coletes e bolsas adquiridos em 2011, data da última licitação.

Continua após a publicidade
Publicidade