Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Indústria de defesa bate marca de 1 bilhão de dólares em exportações

Setor emprega milhões de trabalhadores e pode auxiliar na recuperação da economia com a ampliação das linhas de produção

Por Robson Bonin Atualizado em 7 mar 2021, 21h08 - Publicado em 7 mar 2021, 14h25

Nem sempre lembrada com o devido reconhecimento, a indústria de defesa, responsável por milhares de empregos diretos e indiretos no país, conseguiu atravessar 2020 com resultados importantes para a economia.

Dados preliminares do ministério de Fernando Azevedo mostram que o setor bateu a marca de 1 bilhão de dólares em exportações no ano passado.

O ministro toca com sua equipe, neste momento, uma série de projetos importantes tanto para a melhoria da capacidade de defesa do país quanto para a geração de empregos e renda, já que a produção de aviões, submarinos, navios e veículos militares empregam milhões de brasileiros diretamente e ainda geram vagas indiretas na cadeia de peças.

No ano passado, quando o país esteve próximo de um apagão industrial na produção de respiradores e de insumos para combater a pandemia, como álcool gel, por exemplo, foi a atuação direta da Secretaria de Produtos de Defesa da pasta de Fernando Azevedo que mobilizou mais de 1.000 empresários para suprir a demanda nacional.

Esse trabalho deixou como legado uma plataforma permanentemente mobilizada de empresas do setor de defesa e de outras áreas que podem ser acionadas a qualquer momento para socorrer o país nas emergências.

Nessa crise econômica, tanto o ministro Azevedo quanto seus auxiliares lutam para mostrar aos parlamentares que analisam o orçamento no Congresso que os projetos de defesa podem ampliar a contratação de mão de obra e estimular economias que foram impactadas recentemente por medidas como o fechamento das fábricas, por exemplo.

 

Continua após a publicidade
Publicidade