Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Debandada’ também foi comemorada em setores da Economia – entenda

Setores da pasta de Guedes festejaram saída de Salim Mattar; já demissão de Uebel provocou surpresa

Por Mariana Muniz Atualizado em 11 ago 2020, 21h51 - Publicado em 11 ago 2020, 21h31

A saída de Salim Mattar deixou em festa alguns “grupos de zap” do Ministério da Economia. Uma das áreas mais animadas frentes com o adeus de Salim é a secretaria do Programa de Parcerias e Investimento – com quem o agora ex-secretário protagonizou disputas de poder e uma série de desentendimentos.

Um detalhe: Martha Seillier, que comanda o PPI, é um dos mais fortes nomes para ocupar a cadeira da Desestatização. Considerada hábil e eficiente, coleciona elogios pela Esplanada. Internamente, é chamada de “mãe” do Novo Marco do Saneamento.

A reação à demissão de Paulo Uebel, outro integrante da “debandada” do Ministério da Economia, não foi a mesma. Nos grupos, o sentimento foi de surpresa.

Publicidade