Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Braço de um dos maiores fundos do Brasil é processado em R$ 2 bi

Uma ação de 2 bi

Por Mauricio Lima Atualizado em 17 set 2018, 12h29 - Publicado em 16 set 2018, 14h00

Corre na Justiça mineira um processo contra a Finvest, braço de um dos maiores fundos do Brasil: o Captalys, de Luis Cláudio Garcia de Souza.

A ação, envolvendo um empreendimento de 2 bilhões em Belo Horizonte, fala em gestão fraudulenta e estelionato.

Atualização: Através de sua assessoria, o Finvest afirma que a ação em questão trata de nulidade da venda da empresa ESSA (Empreendimentos Severina) — e não de gestão fraudulenta e estelionato. A compra da empresa está sendo questionada na Justiça por um dos herdeiros.

Esta e outras notas com informações exclusivas na edição de Veja desta semana, já nas bancas.

Continua após a publicidade
Publicidade