Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Greve dos caminhoneiros é um fracasso até no WhatsApp

Movimento marcado para esta segunda-feira, 01, teve baixíssima adesão

Por Josette Goulart Atualizado em 1 nov 2021, 16h22 - Publicado em 1 nov 2021, 16h07

A greve geral dos caminhoneiros virou um fracasso até nos grupos de WhatsApp, que foi a rede que deu a grande sustentação da greve de 2018. Um por um, os caminhoneiros vão deixando os grupos, esvaziando assim completamente o movimento. Há dez dias, o ministro da infraestrutura, Tarcísio de Freitas, dizia em evento público que não haveria greve como a de 2018 porque os donos de empresas de frete, que teriam financiado aquele movimento, não estavam mais dispostos a patrocinar greves. Naquele período, o governo Michel Temer acabou mudando a fórmula de repasse de preços da Petrobras aos combustíveis, que era feita praticamente em tempo real. 

Publicidade