Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Estrangeiros já ingressaram com quase R$ 8 bi na bolsa em dezembro

Saldo no ano, que já esteve negativo em quase 90 bi de reais, foi cortado pela metade com a volta do interesse dos estrangeiros

Por Machado da Costa 15 dez 2020, 10h33

O fluxo de recursos estrangeiros continua a irrigar a bolsa de valores de São Paulo. Nas duas primeiras semanas de dezembro, segundo a B3, já ingressaram 7,89 bilhões de reais por meio de investidores estrangeiros. Na sexta-feira, 11, foram 366 milhões de reais.

O interesse internacional por papéis brasileiros se dá por alguns motivos: 1) mercados emergentes com maior potencial de retorno; 2) diversificação; 3) ativos altamente desvalorizados; 4) rotação de investimentos — quando os primeiros investimentos alcançam as metas e é preciso encontrar novos ativos.

Dessa forma, o Brasil vai reduzindo o volume de recursos estrangeiros que deixaram a bolsa este ano. Em outubro, o saldo chegou a ficar negativo em 89,1 bilhões de reais. Com o fluxo favorável intenso em novembro e a continuidade desse movimento, embora em níveis mais baixos, em dezembro, esse déficit já caiu para 44,2 bilhões de reais.

Além de ajudar a bolsa a continuar a subir e recuperar as perdas do ano de pandemia, essa entrada de recursos também permite amaciar a taxa de câmbio. Desde que se inverteu o fluxo — de saída para entrada —, em 7 de outubro, o dólar baixou de 5,62 reais para 5,04 reais (cotação de sexta, 11).

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade