Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Ainda não foi dessa vez; Bitcoin afunda e máxima fica mais longe

Criptomoeda cai mais de 10% e fica mais distante de alcançar o patamar histórico de quase 20 mil dólares

Por Machado da Costa 26 nov 2020, 09h22

Muitos, nesta quarta-feira, 25, imaginavam que o Bitcoin poderia romper a máxima histórica, alcançada em dezembro de 2017. Algo que parecia uma bolha lá atrás, não tanto agora e, caso se confirmasse, poderia criar um vetor de alta para a criptomoeda deixando os quase 20 mil dólares de três anos atrás parecendo uma pechincha. Mas não foi dessa vez.

Nesta quinta, 26, muitos investidores decidiram embolsar os ganhos da valorização vertiginosa da criptomoeda e o Bitcoin afundou durante as negociações. Às 9h, caía mais de 10%, cotado a 17.304 dólares. Claro que isso não quer dizer que não poderá voltar a valorizar e romper a máxima.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

 

Continua após a publicidade
Publicidade