Tarja Enem e Vestibulares

Prova

Seis formas de usar a nota do Enem rumo à universidade

Média vale em vestibulares e na seleção de bolsa ou financiamento estudantil

Lecticia Maggi
Alunos durante simulado do Enem, em 2011

Alunos durante simulado do Enem, em 2011 (Letícia Moreira/Folhapress/VEJA)

Desde sua criação, em 1998, o Enem vem ganhando importância. Se, no início, a prova tinha apenas a finalidade de medir o conhecimento dos alunos ao término do ensino médio, a avaliação tem, desde 2009, status de vestibular. Atualmente, o Enem faz parte dos processos seletivos de instituições públicas e privadas de nível superior, tornando-se um passaporte para a universidade.

Na mesma medida em que ganhou importância, o Enem passou a receber mais candidatos. A primeira edição, em 1998, contou com 157.221 inscritos; em 2012, o número ultrapassa os 5,7 milhões – um recorde. Nem todos sabem, porém, que a nota obtida na prova pode ser usada de diferentes formas. É possível apresentá-la para o acesso à universidade federal, mas também para participar do Programa Universidade Para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em instituições privadas. Saiba como usar sua média a seguir:

Seis formas de utilizar a nota do Enem

1 de 6

Sisu

O Enem é requisito básico para disputar uma das vagas oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para universidades federais, estaduais e institutos de tecnologia. De acordo com levantamento do site de VEJA, pelo menos 92 instituições utilizam o sistema para o preenchimento parcial ou total de suas vagas. Mas atenção: para brigar por uma vaga, é preciso redobrar os cuidados com a redação. Uma nota zero nessa prova impede o candidato de concorrer a vagas do programa federal. 

Confira quais são as instituições que utilizam o Sisu

 

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados