Ensino superior

MEC quer ouvir Unip sobre desempenho no Enade

Universidade terá de explicar suspeitas acerca de desempenho na avaliação

O Ministério da Educação (MEC) confirmou nesta sexta-feira que enviou uma notificação à Universidade Paulista (Unip) solicitando esclarecimentos a respeito do alto desempenho da instituição no Exame Nacional de Desempenho de Etudantes (Enade). A Unip é acusada de manipular avaliação, escolhendo somente os melhores alunos para participar da prova: assim, elevaria as médias obtidas.

De acordo com a assessoria de comunicação do MEC, a denúncia foi feita por outra instituição de ensino superior, cujo nome não foi divulgado. A partir deste sexta-feira, a Unip tem dez dias para dar suas explicações sobre o assunto.

Em contato com o site de VEJA, a professora Marília Ancona Lopez, vice-reitora da Unip, afirmou que a acusação não tem fundamento. “Queremos deixar claro que não houve manipulação, pois seguimos todas as regras do Enade. Os resultados positivos já eram esperados e foram fruto de um trabalho feito para enrijecer as nossas avaliações internas e capacitar os professores”, disse a acadêmica ao apontar que a instituição investiu na mudança do sistema de ensino para melhorar o desempenho de seus alunos.

A prova, destinada a avaliar a qualidade do ensino superior, é aplicada todos os anos tanto a estudantes que ingressam quanto aos que concluem cursos universitários. Em 2011, foram avaliadas as carreiras de biologia, ciências sociais, licenciatura em educação física, filosofia, física, geografia, história, letras, matemática, música, pedagogia, química, arquitetura e urbanismo, engenharia, computação e artes visuais. Cerca de 400.000 estudantes fizeram as provas.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados