Mais Lidas

  1. Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação Turbulência

    Brasil

    Envenenamento causou morte de empresário investigado na Operação...

  2. Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

    Esporte

    Em imagens, o vestido da discórdia em Wimbledon

  3. PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

    Brasil

    PF descobre laços impróprios entre Toffoli e empreiteiro do petrolão

  4. Renan desengaveta projeto que define crimes de abuso de autoridade

    Brasil

    Renan desengaveta projeto que define crimes de abuso de autoridade

  5. “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na residência de João Santana e Mônica Moura

    Brasil

    “Determinar final de operações PF”: diz bilhete encontrado na...

  6. 'Que moeda comprar após o Brexit? Experimente o real', diz WSJ

    Economia

    'Que moeda comprar após o Brexit? Experimente o real', diz WSJ

  7. Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

    Brasil

    Advogada liga Toffoli e Gilberto Carvalho a máfia do DF

  8. Gretchen, essa guerreira, casa pela 17ª vez

    Entretenimento

    Gretchen, essa guerreira, casa pela 17ª vez

Na agenda da semana, BC decide a taxa de juros

IBGE divulga resultado do PIB, que deve ser o pior desde 1990. Nos EUA, todos os olhos se voltarão para a 'Super-Terça' das prévias eleitorais

Por: Larissa Baltazar - Atualizado em

Sede do Banco Central, em Brasília - 15/01/2015
Sede do Banco Central, em Brasília - 15/01/2015(Ueslei Marcelino/Reuters)

A próxima semana será marcada pela divulgação de dois dos mais importantes indicadores econômicos. Na quarta-feira (2 de março), o Conselho de Política Monetária (Copom), do Banco Central, reúne-se para definir a taxa básica de juros (Selic). A previsão é de manutenção em 14,25% ao ano. Apesar da retração na economia e do aumento do desemprego, a inflação elevada impede o BC de reduzir os juros agora. No dia seguinte, na quinta-feira (3), o IBGE divulga os números sobre o desempenho do produto interno bruto (PIB) em 2015. A estimativa é de uma queda em torno de 4%, o que seria o pior resultado em 25 anos.

Na política internacional, a semana será igualmente agitada. No dia 1º de março, os americanos de 12 estados vão às urnas votar nas prévias eleitorais, na chamada "Super-Terça". Os resultados poderão praticamente definir quem serão os candidatos que se enfrentarão no dia 8 de novembro. Até o momento, os favoritos são Hillary Clinton, pelos democratas, e Donald Trump, pelos republicanos.

Veja mais detalhes sobre os eventos da semana:

Segunda-feira (29 de fevereiro)

Negócios: A Magazine Luiza, uma das gigantes do varejo brasileiro, divulga seus resultados de 2015. O último indicador, do terceiro trimestre do ano, mostrou prejuízo líquido de R$ 19,1 milhões, ante um lucro de R$ 42,1 milhões do mesmo período no ano anterior.

Terça-feira (1º)

Brasília: O Conselho de Ética da Câmara se reunirá para mais uma tentativa de dar continuidade ao processo de cassação de Eduardo Cunha por quebra de decoro parlamentar. Na quarta-feira (24) da semana anterior, o Conselho adiou a reunião por falta de quórum, já que Cunha havia marcado uma sessão de votação no plenário no mesmo horário.

Estados Unidos: Dia da "Super-Terça" nas prévias eleitorais.

Quarta-feira (2)

Economia: O Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne pela segunda vez neste ano para decidir uma possível alteração na taxa básica de juros. A previsão é que a Selic se mantenha a mesma dos últimos seis meses, 14,25%, em prol de controlar a inflação.

Brasília: O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha , terá mais um dia decisivo na quarta-feira, quando os ministros do Supremo Tribunal Federal se reúnem para julgar se o deputado passará à condição de réu no processo da Lava-Jato.

Quinta-feira (3)

Economia: O IBGE divulga um dos mais importantes indicadores da economia, o Produto Interno Bruto de 2015. A última prévia apresentada pelo Banco Central aponta que o país sofreu uma recessão de 4,5%, a primeira contração dos últimos seis anos e a maior queda em 25 anos.

Sexta-feira (4)

Séries: O início do fim de semana marca o retorno de Frank Underwood na estreia da quarta temporada da série House of Cards na Netflix. A trama mostra os bastidores da capital do poder norte-americana, a trajetória e os desafios do presidente Frank Underwood para se manter no poder.

Sábado (5)

Teatro: Depois de se apresentar em 12 países, o musical fenômeno da Broadway Wicked tem sua estreia Brasil, no Teatro Renault, em São Paulo. O espetáculo é uma releitura do clássico O Mágico de Oz, e conta a história da Terra de Oz muito antes do ciclone aterrissar Dorothy na estrada de tijolos amarelos.

TAGs:
Banco Central
Juros
Inflação
Eduardo Cunha
Eleições nos Estados Unidos
Estados Unidos