Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gelo à vista

Um gigantesco iceberg se solta de uma espécie de prolongamento flutuante das geleiras da Antártica e reacende alerta sobre as ameaças que rondam o planeta

Depois de duas décadas de observações, os cientistas do Projeto Midas, que monitora a Antártica, anunciaram na quarta-feira 12 que um gigante de gelo de 5 800 quilômetros quadrados, 190 metros de espessura e 1 trilhão de toneladas de peso se desprendeu da Plataforma Larsen C, na região oeste do continente. Trata-se de um dos maiores icebergs de que se tem notícia: sua área é equivalente à do Distrito Federal e quatro vezes a do município de São Paulo. Posto à deriva, muito provavelmente por motivos “naturais”, e não em consequência do aquecimento global resultante de ações do homem, o formidável bloco gelado tem agora um destino intrigante. A Antártica é hoje um território internacional, Patrimônio da Humanidade — e esse não é apenas um título honorífico. Qualquer coisa que a afete afetará o planeta.

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eleonora Saramago

    200 quilômetros é nada dada a extensão do continente
    e demais a mais
    há vários relatos iguais a este na história

    Curtir