Lava Jato mira pessoas ligadas a senadores do PMDB e PT

Nessa nova fase, denominada Operação Satélites, a PF investiga alvos ligados a Renan Calheiros, Eunício de Oliveira, Humberto Costa e Valdir Raupp

Uma nova etapa da Operação Lava Jato está em andamento na manhã desta terça-feira. Autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), essa fase, denominada Operação Satélites, prevê catorze mandados de busca e apreensão em treze endereços em cinco estados: Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal.

Os alvos desta etapa não são políticos, mas pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Humberto Costa (PT-PE), Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Valdir Raupp (PMDB-RO). Esta fase é a primeira com base na delação de executivos da empreiteira Odebrecht, ainda sob análise do ministro Edson Fachin, relator do caso no Supremo. Segundo a nota da Polícia Federal, “o objetivo é investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.”

Em Pernambuco, um dos alvos é Mário Barbosa Beltrão, empresário ligado a Humberto Costa. O material apreendido na residência do empresário deve ser levado para análise em Brasília. Segundo a delação premiada do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Beltrão seria o operador de propinas do petista.

Na ocasião, o senador informou, em nota, que “todas as doações de campanha que recebi na minha candidatura ao Senado em 2010 foram feitas de forma legal, transparente, devidamente declaradas e registradas em minha prestação de contas à Justiça Eleitoral”. Ele também negou que tivesse qualquer relação com o delator Costa.

Procurado nesta terça-feira por VEJA, Costa afirmou, em nota, que “está certo de que a ação de hoje vai corroborar a apuração realizada até agora, que aponta para o teor infundado da acusação e da inexistência de qualquer elemento que desabone a sua vida pública”. Costa ressalta, também, que “sempre esteve e continua à disposição para quaisquer informações adicionais de que necessitarem a Polícia Federal, a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal.”

Em nota, a defesa de Eunício diz que “o senador tem a convicção que a verdade dos fatos prevalecerá” e que o parlamentar “autorizou que fossem solicitadas doações, na forma da lei, à sua campanha ao governo do Estado do Ceará”, em 2014.

A assessoria de Renan Calheiros informou que ninguém que trabalha com o senador, em Alagoas ou Brasília, é alvo da Operação. O senador Valdir Raupp ainda não emitiu nenhum comentário. O advogado de Mário Barbosa Beltrão ainda não foi encontrado.

Outra fase da operação que ocorreu em Pernambuco foi a 33ª etapa, batizada como Resta Um, que mirou a construtora Queiroz Galvão e os executivos Idelfonso Collares Filho e Othon Zanoide Filho. Esta investigação dizia respeito à supostos desvios em obras, executadas pela construtora, no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), na Refinaria Abreu e Lima, no litoral sul de Pernambuco, e em diversas outras refinarias, como a do Vale do Paraíba, Landulpho Alves e de Duque de Caxias.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. A maioria dos partidos tornou-se coirmãos em todas as falcatruas que são divulgadas pelas várias fases dentro da operação Lava Jato. Percebe-se a mesma linha, não conheço fulano e todas as doações foram feitas dentro da legislação e aprovadas. A coisa toda desandou mesmo nos governos Lula e Dilma (não que não existisse antes) pois ganharam muitos adeptos a essas práticas. É um tal de reuniões buscando aliados de todos os partidos para conseguirem a aprovação que lhes interessa. O povo? E alguém pensa nisso?

    Curtir

  2. Adilson Silva

    Seu Renan vagabundo, sua hora tá chegando!

    Curtir

  3. Adilson Silva

    Seu Renan vagabundo, sua hora tá chegando! Você e essa corja de políticos safados!!!!!!!!!!

    Curtir

  4. Juarez Martins

    Acordem nordestinos…os milhares que votam aqui no sudeste também…chega de votar em bandido !!!

    Curtir

  5. Se investigação for realizada com profissionalismo e sem disfarces, encontram as pegadas dos ilícitos, embora, a justiça de olhos abertos, já alerta para entes e agentes do mal desfazerem dos indícios há muito tempo atrás.

    Curtir

  6. Miltinho Sales

    Eu acho difícil eles serem ladrões. Ganham bem, trabalham bastante, acho que é tudo invenção, folclore. Fazem muito pelo brasileiro. Se hj tô pobre desempregado, endividado, corno, doente, faminto, é por esses honrados vigaristas. Ops. Falei.as.qcbo que agora falando bem deles a. Veja pública meu comentário. E ano que vem vai melhorar, Lula vai voltar, aí vamos virar uma linda Venezuela, não vejo a hora. Viva o PT. Rumo a miséria total, falência do país. Do país, pq político que se preze, escória de dinheiro fora e repatria depois lavadinho.
    Ansioso p passar fome e finvadir um país vizinho. Volta Lula, o Brasil precisa de vc, p destruir essa b*sta, te quem. Ar na fogueira depois, e recomeçar do zero
    Quem sabe esse país assim terá uma chance, vem lula, destrói logo, e me dá alguma bolsa pq cansei de trabalhar quero vadiar agora.

    Curtir