Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

O futuro do diagnóstico e as novidades dos exames de laboratório

No programa Veja Saúde, um debate sobre o uso racional de exames e a chegada dos testes de farmácia

Por Natalia Cuminale - Atualizado em 26 ago 2019, 19h18 - Publicado em 14 ago 2019, 09h00

Ir ao médico para um check-up geralmente significa deixar o consultório com uma lista de exames para fazer. Tubinhos de sangue são retirados no laboratório e conseguem dizer se o paciente está com bons níveis de colesterol, de glicemia e se há alguma inflamação suspeita no organismo. Em 2017, foram realizados 2 bilhões de exames, segundo um levantamento da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed). Investigar a saúde é fundamental, pois permite o diagnostico precoce de várias doenças. Mas, às vezes, podem ocorrer exageros.

No programa Veja Saúde, a jornalista Natalia Cuminale entrevista a microbiologista Claudia Cohn, presidente da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed). Na conversa, ela esclarece uso racional de exames e explica em quais casos eles são indispensáveis. Claudia também fala sobre os avanços na área nos últimos anos e as projeções para o futuro.

Semanalmente, o programa Veja Saúde recebe médicos e especialistas das mais variadas áreas para falar sobre qualidade de vida e cuidados com o corpo e a mente. O programa também tem a versão curta, em pílulas, sobre vários temas.

Publicidade