Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
VEJA Música com Da Redação

Roberto Carlos pelo romantismo folk de Nando Reis

VEJA Música recebe o cantor Nando Reis

access_time 6 maio 2019, 17h58

Anos atrás, o cantor e compositor Nando Reis fez uma viagem romântica ao lado da mulher, Vânia. Na bagagem, uma caixa contendo os discos lançados por Roberto Carlos nos anos 80. A experiência deu a Reis a ideia de gravar um álbum dedicado a um dos maiores intérpretes brasileiros. ‘Não Sou Nenhum Roberto’, Mas às Vezes Chego Perto’ traz doze composições do repertório do astro capixaba, compostas principalmente entre as décadas de 70, 80 e 90.

Muitas ganharam uma nova vida – ‘Nossa Senhora’, por exemplo, é despida da letra e vira uma valsa, que faz referência à obra de João Gilberto (um dos ídolos de Carlos). Reis, por vezes, se apropria inteiramente das canções. ‘Vivendo por Viver’, por exemplo, traz o violão característico das obras do artista paulistano, e seu vocal derramado de ‘Me Conte a sua História’ tem mais a vez com a letra do que o arranjo pomposo que Carlos deu à música.

Veja também

Em entrevista à VEJA Música, Nando Reis fala sobre o processo de criação do álbum e fala da influência que Roberto Carlos teve na sua carreira.

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s