Clique e assine a partir de 9,90/mês

Putin está mais agressivo, na teoria e na prática

Com quase vinte anos no topo e outra reeleição a caminho, o presidente russo fica mais beligerante

Por Da Redação - Atualizado em 15 mar 2018, 23h12 - Publicado em 14 mar 2018, 19h55

O uso de um agente químico secreto que só a Rússia tem para tentar matar ex-espião refugiado na Inglaterra é um sinal escandaloso da audácia que o poder sem limites impulsiona.

No domingo, ao saírem de um restaurante no centro de Salisbury, pai e filha começaram a passar mal. Algumas pessoas que os viram sentados num banco de praça acharam que estavam numa sob o efeito de drogas, por causa dos movimentos desconexos.

Sergei Skripal e a filha estão agora em estado gravíssimo, inconscientes. Além da área do restaurante onde fizeram a última refeição, a praça onde foram encontrados e a casa de Skripal, também foram interditadas as sepulturas da mulher e do filho do ex-espião russo, cujas mortes por doença agora se tornaram suspeitas.

Publicidade