Por que o dólar continua subindo? VEJA Explica

Nesta semana, a moeda americana atingiu a cotação mais alta desde o Plano Real

Por Da Redação - Atualizado em 6 dez 2019, 16h20 - Publicado em 29 nov 2019, 07h00

Um recorde histórico foi atingido quando o dólar chegou a R$ 4,27 nesta semana. Esse aumento foi influenciado pela fala do ministro da Economia Paulo Guedes. Basicamente, ele avisou que é bom se acostumar com o câmbio mais alto por um bom tempo. O que assustou os investidores, que entenderam que o governo não pretende trabalhar pra baixar a moeda. Mas essa não é a única questão.

O juro baixo é uma delas. Com a taxa Selic a 5% ao ano, ficou mais barato pras grandes empresas tomar crédito no mercado interno e liquidar as dívidas no exterior. Além disso, muitos investidores costumam aplicar o dinheiro no Brasil pra ganhar juro alto. Quando ele baixa, eles tiram os valores daqui pra colocar em países com o juro mais alto.

A situação na Bolívia e os protestos no Chile, também pode ter assustado investidores mais conservadores. Descubra todos os outros motivos no VEJA Explica desta semana.

 

Publicidade