Clique e assine com até 92% de desconto

Vacina da Pfizer tem 95% de eficácia em fase final de testes

Farmacêutica anunciou nesta quarta-feira, 18, que irá iniciar o processo de registro emergencial do medicamento junto à agência reguladora americana

Por Da Redação Atualizado em 19 nov 2020, 11h01 - Publicado em 18 nov 2020, 20h25

Nesta quarta-feira, 18 de novembro, a farmacêutica Pfizer e a companhia de biotecnologia BioNTech anunciaram que obtiveram os resultados da fase 3 de testes da sua vacina para a Covid-19. Segundo o anúncio, o medicamento mostrou eficácia de 95% contra a doença após o vigésimo oitavo dia de aplicação. Os resultados preliminares, divulgados na semana passada, apontavam para uma taxa de eficácia de 90%. A análise final mostra então que o antígeno tem uma taxa de sucesso ainda maior.

Também hoje, começaram a circular notícias sobre um estudo da prestigiada revista científica The Lancet a respeito da Coronavac, vacina produzida pela companhia chinesa Sinovac. Segundo a publicação, o antígeno, que é testado e produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, gerou anticorpos contra a doença em 97% dos 743 voluntários nas suas duas primeiras fases de testes.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 34.091 novos casos de coronavírus e 756 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 5.945.849 infectados, 167.455 óbitos e 5.389.863 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 28.313 casos e de 584 mortes.

Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

Continua após a publicidade
Publicidade