Clique e assine com até 92% de desconto

UE prevê vacina de Oxford contra o coronavírus disponível em novembro

Nas últimas 24 horas, foram 42.298 novos casos de coronavírus e 871 mortes causadas pela doença no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde

Por Da Redação 3 set 2020, 20h58

Nesta quinta-feira, 3 de setembro, foi a vez a de funcionários do poder Executivo da União Europeia afirmarem que esperam ter doses da vacina de Oxford disponíveis ainda neste ano. A notícia vem um dia depois de o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos avisar os governadores para preparar o início de uma campanha de vacinação entre o fim de outubro e início de novembro. A vacina de Oxford está sendo testada no Brasil e o Governo Federal já liberou 1,9 bilhão de reais para aquisição de doses.

Um estudo feito na Universidade de Chicago ressalta que a falta de vitamina D está associada a maiores chances de infecção pelo coronavírus. Foram analisadas 489 pessoas e as que possuíam baixos níveis da vitamina tiveram um risco 77% maior de receber um diagnóstico positivo para a doença. No entanto, segundo os pesquisadores, a descoberta precisa ser ainda avaliada com cautela.

Nas últimas 24 horas, foram 42.298 novos casos de coronavírus e 871 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 4.040.163 infectados, 124.651 óbitos e 3.210.405 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 39.825 casos e de 857 mortes.

Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

Continua após a publicidade
Publicidade