Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Testes com 50 mil voluntários indicam segurança de vacina chinesa

O imunizante desenvolvido pelo laboratório Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo, receberá investimento da empresa Alibaba

Por Da Redação 23 set 2020, 20h25

Nesta quarta-feira, 23 de setembro, João Dória, governador de São Paulo, afirmou que os testes da fase 3 da coronavac, vacina da companhia chinesa Sinovac, mostraram que ela é segura. Segundo o governador, o medicamento teve efeitos colaterais leves, como febre baixa e dor no lugar de aplicação, em apenas 5,3% dos 50 mil voluntários de várias nacionalidades.

No Brasil, foram cerca de 9 mil testes realizados e hoje a Anvisa liberou que o antígeno seja testado em mais 4 mil pessoas. Apesar de aparentar ser segura, falta ainda o resultado dos testes que comprovam a eficácia, que deve sair em novembro. Além disso, Dória contou que o Governo Federal autorizou um primeiro aporte de R$ 80 milhões para auxiliar na fabricação dessas vacinas.

Nas últimas 24 horas, foram 33.281 novos casos de coronavírus e 869 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 4.624.885 infectados, 138.977 óbitos e 3.992.886 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 29.400 casos e de 696 mortes.

Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

Continua após a publicidade
Publicidade