Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Reforma trabalhista: a briga, agora, é entre Maia e Senado

Presidente da Câmara afirmou nesta quarta-feira que não aceitará mudanças no texto. Acompanhe o ‘Giro VEJA’

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 15h06 - Publicado em 12 jul 2017, 12h49

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que não vai aceitar mudanças na reforma Trabalhista, aprovada nesta terça-feira pelo plenário do Senado.

Para evitar atrasos na votação e conseguir votos, o presidente Michel Temer tinha prometido atenuar a proposta por meio de uma medida provisória a ser editada. Pouco depois da aprovação no Senado, porém, Maia escreveu no Twitter que a Câmara não vai votar nenhuma MP que altere o texto.

  • Publicidade