Clique e assine a partir de 9,90/mês

O legado de Ivone Lara ao samba brasileiro

A cantora morreu na noite de segunda-feira aos 97 anos

Por Da Redação - Atualizado em 17 abr 2018, 12h56 - Publicado em 17 abr 2018, 12h54

O samba brasileiro perdeu na noite de ontem uma de suas grandes vozes e simbologias. A cantora Ivone Lara morreu aos 97 anos, no Rio de Janeiro. Com um quadro de insuficiência respiratória, a sambista estava internada há três dias. O corpo está sendo velado na quadra da escola de samba Império Serrano.

Dona Ivone era conhecida como a ‘Grande Dama do Samba’ e nasceu em uma família que respirava música popular. Por anos, enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. Ela foi a primeira mulher a compor e gravar um samba enredo. Seu maior sucesso foi a música ‘Sonho Meu’, que estourou nas paradas e foi regravada por diversos artistas, como as cantoras Maria Bethânia e Gal Costa.

O sepultamento está marcado para a às 16h30, no cemitério de Inhaúma, que fica na Zona Norte da capital fluminense.

Publicidade