Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Najila é indiciada pelos crimes de denúncia caluniosa e extorsão

A modelo acusou Neymar por estupro em maio deste ano, mas o caso foi arquivado por falta de provas

Por Da Redação - 10 set 2019, 18h25

A modelo Najila Trindade foi indiciada nesta terça-feira 10 pela Polícia Civil de São Paulo, pelos crimes de denúncia caluniosa e extorsão. O seu ex-marido, Estiven Alves, vai responder por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

Em maio deste ano, Najila acusou o jogador Neymar de estupro, mas o caso foi arquivado por falta de provas. A defesa da modelo informou que irá se manifestou após ler o relatório da decisão.

Giro Veja também destaca a demissão do conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton.O presidente americano Donald Trump anunciou a decisão pelo Twitter e divulgou que o motivo seriam discordâncias com relação aos maiores desafios da área, que são o Irã, a Coreia do Norte e o Afeganistão. Trump afirmou que o substituto será anunciado na próxima semana.

Publicidade