Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Justiça manda prender pai que deixou filho na cela de estuprador

Gilmar Francisco Gomes entregou o adolescente de 13 anos para o amigo pedófilo em troca de favores, segundo a polícia. Acompanhe o 'Giro VEJA'

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 14h20 - Publicado em 5 out 2017, 17h44

A Justiça do Piauí decretou a prisão preventiva do pai do menino de 13 anos que foi estuprado ao dormir na cela de um presidiário. Gilmar Francisco Gomes, de 49 anos, é amigo de José Ribamar Pereira Lima, de 52 anos, que cumpre pena de 18 anos por ter estuprado um outro adolescente em 2009.

O menino foi encontrado na cela de Ribamar às duas da manhã do último domingo depois de ter sido levado à detenção pelo pai contra a vontade da mãe do garoto. Segundo a Polícia Civil do Piauí, Gilmar entregou o filho ao amigo em troca de favores.

Nesta quarta, a Justiça já tinha tirado a guarda dos quatro filhos menores do casal, a pedido do Conselho Tutelar.

Continua após a publicidade

Publicidade