Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Giro Veja: ‘Ideologias são uma arma perigosa’, diz papa no Sínodo da Amazônia

Evento discutirá questões ambientais, sociais e religiosas dos países que possuem territórios na floresta

Por Da Redação - 7 out 2019, 16h35

Durante o discurso de abertura do Sínodo da Amazônia, o papa Francisco rejeitou as “colonizações ideológicas” que seriam destrutivas e redutoras e defendeu a população indígena: “Devemos nos aproximar dos povos amazônicos na ponta dos pés, respeitando sua história, sua cultura, seu estilo de bem viver”, disse. O papa também separou um tempo para falar de ideologias que, segundo o pontífice “são uma arma perigosa”. “São redutivas e nos levam ao exagero em nossa pretensão de entender intelectualmente, mas sem aceitar. Entender sem admirar, entender sem assumir”, afirmou.

 

O sínodo especial continua até o fim de outubro e irá discutir questões ambientais, além de temas sociais e religiosos dos noves países que têm territórios na Amazônia.

 

Publicidade