Clique e assine com até 92% de desconto

Bolsonaro cancela entrevista após ficar “chateado” com críticas a discurso

Além do cansaço, um dos motivos para o cancelamento da coletiva de imprensa seria a chateação com os comentários após o discurso

Por Da Redação 23 jan 2019, 17h39

O presidente Jair Bolsonaro teve uma agenda apertada de encontros com presidentes e chefes de estado nesta quarta-feira durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Entre os compromissos, também estava agendado uma coletiva de imprensa, que foi cancelada. Os assessores do presidente alegaram que ele estava cansado, mas, segundo a apuração da editora de Brasil da Veja Ana Clara Costa, outro fator teria contribuído para o cancelamento da entrevista. Bolsonaro teria “se chateado”, após as críticas da imprensa sobre o discurso de ontem em Davos, que durou apenas seis minutos.

 

  • Estariam na coletiva de imprensa os ministros Paulo Guedes, Sergio Moro e Ernesto Araújo, acompanhados de Bolsonaro. Como o presidente não foi, nenhum ministro compareceu. Bolsonaro aproveitou para descansar antes da próxima reunião em Davos.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade