Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Aécio, Jucá, Renan e Eunício tentaram barrar delação, diz Saud

Segundo executivo da JBS, delação ‘acabaria’ com os senadores. Acompanhe o ‘Giro VEJA’

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 15h04 - Publicado em 14 set 2017, 17h31

O diretor de Relações Institucionais da JBS Ricardo Saud afirmou que o presidente do senado Eunício Oliveira e os senadores Renan Calheiros, Romero Jucá e Aécio Neves pressionaram para que a delação da JBS não fosse fechada. A declaração foi dada ao Ministério Público Federal na semana passada.

Segundo Saud, a delação “acabaria” com os senadores. Em seu depoimento, o executivo disse ter distribuído propina a 1.829 candidatos eleitos, entre eles Eunício, Renan e Aécio.

  • Publicidade