Clique e assine com até 92% de desconto

O impacto da reeleição de Putin na Guerra da Ucrânia

O embaixador da Ucrânia, Rostyslav Tronenko, fala sobre a situação dramática em seu país, que ainda tem 7% do seu território dominado por milícias russas

Por Da Redação Atualizado em 21 mar 2018, 13h33 - Publicado em 21 mar 2018, 12h43

Vladimir Putin foi reeleito presidente da Rússia neste domingo com 76,7% dos votos. A vitória esmagadora reforça sua posição na crise com os países ocidentais e garante sua permanência no poder até 2024. Rostyslav Tronenko, embaixador da Ucrânia, comenta os efeitos desta reeleição em seu país. “O impacto é negativo não só para Ucrânia, mas para o mundo inteiro. Putin preza a política revanchista, imperialista e de guerra”.

O embaixador também fala como está a situação da guerra civil entre as milícias russas e o governo ucraniano. Há quatro anos, a península da Crimeia foi anexada à força pela Rússia. “Infelizmente, a guerra continua. Essa aventura militar russa custou, para a Ucrânia, mais de 10 mil mortos e 1.8 milhão de refugiados dentro do próprio país – pessoas que foram obrigadas a abandonar a Crimeia e a região de Donbass”.

Hoje, 7% dos território ucraniano encontra-se sob o domínio de milícias russas. Acompanhe o ‘Estúdio VEJA’.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade