Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Estúdio VEJA com Da Redação

Hanseníase: milenar, doença tem 28 mil novos casos por ano

Conhecida antigamente como lepra, hanseníase ataca, principalmente, a pele e o sistema nervoso

Apesar de ser muito antiga, a hanseníase, conhecida como lepra, teve 28.000 novos casos em 2016, segundo o Ministério da Saúde. De acordo com Marli Penteado Manini, presidente da Fundação Paulista contra a hanseníase e Médica Dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a doença ainda existe devido à falta de informação e ao preconceito.

Em entrevista às repórteres Nicole Fusco e Giulia Vidale, Marli explica que a enfermidade é transmitida por meio das vias respiratórias por uma bactéria conhecida como bacilo de Hansen. Ela ataca, principalmente, a pele e o sistema nervoso – mas, o mais importante: tem cura.

O tratamento é feito com remédios, que são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antigamente, em razão do preconceito, o paciente com hanseníase era isolado da sociedade, prática abandonada pelo Brasil nos anos 1960.

Para alertar sobre a hanseníase, o diagnóstico, a transmissão e o tratamento da doença, o mês de janeiro é dedicado ao tema e ficou conhecido como Janeiro Roxo.

Veja também
Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s