Clique e assine com 88% de desconto

Estúdio Veja: STF põe imagem em jogo com decisão de Marco Aurélio

Jornalistas de Veja repercutem decisão de ministro do STF

Por Da Redação - 19 dez 2018, 19h13

A decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), de soltar os presos condenados em segunda instância, foi o assunto do Estúdio Veja desta terça-feira. Entre os beneficiados, está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, a liminar não tem efeito imediato e, mesmo que a defesa de Lula entre com um pedido de libertação, será necessário que um juiz avalie o caso. Segundo o editor de Política de Veja.com, José Benedito, se a decisão não for revertida, a grande maioria dos presos soltos serão os envolvidos em crimes de colarinho branco e de potencial ofensivo menor. “Não acho que as cadeias serão abertas para soltar gente que está condenada por estupro, por homicídio”, afirma o jornalista.

A decisão beneficia diretamente Lula, que ainda tem recursos pendentes de análise no Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça. No entanto, se o ex-presidente for solto e a liminar for revogada, ele terá que voltar para a cadeia, o que, na opinião do jornalista, custaria a imagem do STF, a principal corte do país.

A decisão ainda afetaria a Lava-Jato. Isso porque, prender antes do trânsito em julgado foi “o caminho que permitiu o fim da impunidade”, segundo a editora de Brasil da Revista Veja, Ana Clara Costa.

 

Publicidade